Está aqui

Investimento de Cascais na saúde anunciado na apresentação da nova Unidade de Cuidados Continuados

O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, anunciou o aumento do número de Centros de Saúde no Concelho durante a apresentação do projeto Quimera da Saúde, uma Unidade de Cuidados Continuados mais Residência Sénior, que abrirá em 2019 em S. Domingos de Rana e que representará mais 50 postos de trabalho.

O projeto, que será instalado em S. Domingos de Rana, em terrenos cedidos pela autarquia, corresponde a um investimento superior a 3 milhões de euros e terá duas componentes: Unidade de Cuidados Continuados e Residência Sénior, ambas dotadas de equipamentos modernos, proporcionando elevados padrões de conforto aos utentes. Apesar de se tratar de uma iniciativa privada, esta unidade integra a rede do Serviço Nacional de Saúde.

Como esclareceu João Matos Pereira Diretor Executivo da empresa investidora, Quimera da Saúde, a unidade projetada para um terreno com mais de 5.300 m2, cujo direito de superfície será cedido à Quimera Saúde, por um período de 50 anos, renovável por períodos de dez, representará um aumento de 75 camas (37 para cuidados continuados e 38 para residência).

O projeto anunciado diferencia-se pela aposta na inovação tecnológica, única no país, permitindo que os seniores residentes possam, através de equipamentos digitais, designadamente as redes socias, comunicar diariamente com os seus familiares.

Destaca-se ainda pela originalidade de ser a primeira residência sénior no país servida de espaços preparados para receber os animais de estimação dos seus utentes.

O projeto representará a criação de mais 50 postos de trabalho

Na apresentação do projeto e assinatura da escritura de cedência dos terrenos, João Matos Pereira referiu-se ainda à necessidade deste setor da saúde, designadamente neste concelho que, “seguindo a tendência do resto do país triplicou, nos últimos 50 anos, o número de população sénior”, muito por razões que se prendem com o aumento da esperança de vida, A população sénior com, mais de 65 anos corresponde, garantia João Matos Pereira “a cerca de 19% da população do concelho” e, acrescentou, “esta unidade será uma resposta à necessidade de serviços continuados, estimada em cerca de 100 camas de média e longa duração, e ajudará a colmatar uma outra lacuna na área da saúde, a carência de residências seniores, onde as soluções existentes respondem ainda só a 33% das necessidades do concelho”.

É exatamente esta, uma das apostas estratégia do concelho, explicou o presidente da Câmara, Carlos Carreiras: “Definimos como pilares estratégicos do nosso desenvolvimento futuro a componente da saúde e bem-estar, exatamente para dar várias respostas às necessidades que a nossa comunidade vai tendo”.

Carlos Carreiras aproveitou para anunciar também o compromisso assumido pelo Ministério da Saúde de, em consonância com a autarquia, dotar Cascais nos próximos anos com mais 500 camas para Cuidados Continuados, que se juntarão às 97 camas já existentes e anunciou ainda um conjunto de investimentos nesta área, particularmente o “aumento do número de Centros de Saúde no concelho“, em que a autarquia fará o investimento em obras e o Ministério garantirá as Unidades de Saúde Familiar, bem como fornecerá equipamentos”.

A Residência é dotada de equipamentos digitais para permitir que os utentes comuniquem diariamente com os familiares

 

 

 

Sugerimos também

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais