Está aqui

“A Paisagem Cultural Marítima de Cascais” é o Prémio Ferreira de Andrade 2017

Jorge Leonel Vaz Freire é o vencedor da segunda edição do Prémio História Cascais – Ferreira de Andrade, com o trabalho “A Paisagem Cultural Marítima de Cascais”, tendo ainda sindo atribuído uma Menção Honrosa ao “Estudo Arqueológico da Villa Romana de Freiria”, da autoria de Guilherme de Jesus Pereira Cardoso. Foi ainda homenageada a vencedora da primeira edição do Prémio, Joana Paulino Silveira.

O prémio foi anunciado e apresentado pelo professor José d’Encarnação, em representação do júri e entregue, esta quarta-feira, dia 7 de junho, pelo presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreira, numa cerimónia que assinalou ainda os 653 anos de Elevação de Cascais a Vila, realizada na Casa Sommer.

Com este prémio instituído pela autarquia e que tomou o nome de Ferreira de Andrade numa homenagem a uma personalidade ilustre que se destacou pelos seus trabalhos em historiografia local, pretende-se exatamente incentivar o estudo da história de Cascais.

Nesta cerimónia foi ainda homenageada a vencedora da primeira edição deste prémio, em 2015, Joana Paulino Silveira, com um Estudo sobre "A linha de Cascais: Construção e modernização: Reflexos no turismo e no processo de suburbanização da cidade de Lisboa”.

O trabalho, que foi apresentado pelo Professor Luís Nuno Espinha da Silveira, tem garantida a edição digital pelo Município de Cascais no âmbito da Coleção Memórias Digitais de Cascais.

Os autores recebem ainda um prémio pecuniário no valor de cinco mil euros.

 

 

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais