Está aqui

Casa Henrique Sommer

A Casa Henrique Sommer acolhe, desde o dia 7 de dezembro de 2016, o Arquivo Histórico Municipal - Centro de História Local.

Ultrapassadas as contingências que atrasaram vários anos o início previsto da requalificação da Casa Henrique Sommer, a 22 de julho de 2013 foi possível dar início à obra destinada à reinstalação do Arquivo Histórico Municipal de Cascais nesta peça ímpar da arquitetura de veraneio do final do século XIX, classificado como monumento de Interesse Municipal.

Findos os trabalhos de reabilitação e recentemente inaugurada a nova Casa Henrique Sommer proporciona condições privilegiadas para a preservação, tratamento e difusão da valiosa documentação a cargo do município, que remonta ao século XIV. Permite, ainda, a afirmação do Arquivo Histórico Municipal enquanto Centro de História Local, com vista ao desenvolvimento de um projeto aberto à investigação e à comunidade, com forte dinâmica ao nível da difusão de informação de interesse para a história do nosso concelho, numa relação de proximidade com outros equipamentos de interesse cultural, turístico e de lazer.

O projeto, da autoria da arquiteta Paula Santos, representa um investimento municipal global de 1,5 milhões de euros e conta com três áreas distintas: uma zona pública e de administração, que funciona na Casa Sommer, constituída por três pisos e cave; uma zona reservada ao trabalho técnico, instalada no edifício das antigas cocheiras; e uma zona destinada ao depósito, construída subterraneamente entre estes edifícios.

No edifício principal poderá visitar as salas de exposição temporárias, a livraria municipal, onde poderá adquirir edições de obras produzidas ou patrocinadas pela Câmara Municipal de Cascaisuma sala de atendimento e outra de consulta. No segundo edifício encontram-se salas de gabinete técnico, de expediente e de receção de documentação. A ligação entre os dois edificios faz-se por um corredor subterrâneoonde se encontra o depósito do novo Arquivo Municipal.

Em exposição encontrará o restaurado Foral de Cascais que fundou a vila com 650 anos, o segundo livro mais antigo, o Livro de Posturas Municipais, um livro de registo de entrada de embarcações do Porto de Cascais (1848-1863) e a representação mais antiga da vila de Cascais, de 1530, figurando o castelo e a Fortaleza de Nossa Senhora da Luz.

Poderá visitar este espaço histórico de segunda a sexta-feiradas 9h00 às 17h00 e aos sábadosdomingos e feriadosdas 10h00 às 18h00.

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais